Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ifam.edu.br/jspui/handle/4321/268
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso
Title: Organização do controle social (OCS): da criação à comercialização de produtos orgânicos e estudo de caso da associação de produtores orgânicos do Amazonas (apoam)
metadata.dc.creator: Soares, Raiany Barbosa
metadata.dc.contributor.advisor1: Soares, José Edilson Carvalho
metadata.dc.contributor.referee1: Ramos, Thelma Lima da Cunha
metadata.dc.contributor.referee2: Caniato, Matheus Miranda
metadata.dc.description.resumo: RESUMO O presente trabalho apresenta uma pesquisa com o objetivo identificar fatores que dificultam ou potencializam os produtos orgânicos reconhecidos por meio da declaração de cadastro de produtos orgânicos vinculados ao ente publico na modalidade Organização do Controle Social (OCS) adotada pela Associação de Produtores Orgânicos do Amazonas (APOAM); a metodologia descritiva e a abordagem se deu por meio de questionários com perguntas com grau de concordância e perguntas abertas, divididos em dois blocos destinados aos associados produtores e clientes da feira de produtos orgânicos. Os resultados tratados e discutidos apresentaram resultados do ponto dos associados produtores precisam intensificar suas ações para mitigar as dificuldades aumentar as parcerias para alavancar as atividades inerentes aos requisitos de reconhecimento da atividade; do bloco destinados aos clientes, no tocante a comercialização da APOAM necessita intensificar ações tanto para o aumento da produção como procurar identificar seus produtos para atender os desejos de seus clientes.
Abstract: The present work presents a research with the objective of identifying factors that hinder or potentiate organic products recognized by means of the declaration of organic products linked to the public entity in the modality Organization of Social Control (OCS) adopted by the Association of Organic Producers of Amazonas ( APOAM); the descriptive methodology and the approach was done through questionnaires with questions with degree of agreement and open questions, divided in two blocks destined to the associates producers and clients of the fair of organic products. The results treated and discussed, presented results from the point of the associates producers need to intensify their actions to mitigate the difficulties to increase the partnerships to leverage the activities inherent to the recognition requirements of the activity; of the block destined to the customers, regarding the commercialization of APOAM needs to intensify actions both to increase production and to seek to identify its products to meet the desires of its customers. Key words: Organic products. Support. Organization of Social Control.
Keywords: Produtos Orgânicos. Apoam.
Organização do Controle Social
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Instituto Federal do Amazonas
metadata.dc.publisher.initials: IFAM
Tecnologia em Agroecologia
IFAM
Tecnologia em Agroecologia
metadata.dc.publisher.department: Campus Manaus Zona Leste
Citation: REFERÊNCIAS ANDRADE, Luísa Mol Senna & BERTOLDI, Michele Corrêa. Atitudes e motivações em relação ao consumo de alimentos orgânicos em Belo Horizonte – MG. Universidade Federal de Ouro Preto, 2012. Disponível em: file:///G:/aop_bjft_15e0106%20artigo%20de%20organicos.pdf. Acesso em: 24 nov.2017. ARAUJO, T. P. et al.: Feiras agroecológicas: institucionalidade, organização e importância para composição de renda do agricultor familiar, Instituto de Desenvolvimento e trabalho: Núcleo de Economia Solidária da Universidade da Universidade Federal de Pernambuco, 2015 - 280 p. : il BARROS, Aidil de Jesus Paes & LEHFELD, Neide Aparecida de Souza. Projeto de Pesquisa: propostas metodológicas, 14. Ed. Petrópolis-RJ: Vozes, 1990. p.127 BRASIL, Lei 10831 de 23 dez de 2003, dispõe sobre agricultura orgânica. Ministério da Agricultura, Pecuária e ACS DF. Disponível em: <http://cursos.infobibos.com/cursosonline/Aulas/Agrorganica/Aula7/REGULAMENTO%20NOVO%20DA%20LEI%20ORG%C3%82NICA.pdf> Acesso em: 13 mar. 2017. CARVALHO, Simone Pereira de. Agricultura familiar e agroindústria canavieira integrações e contradições – Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal de Goiás,2008. Disponível em: <https://portais.ufg.br/up/170/o/AGRICULTURA_FAMILIAR_E_AGROINDUSTRIA_CANAVIEIRA.pdf> Acesso em 14 mai. 2017. CASTRO NETO, N; et al. Produção orgânica: uma potencialidade estratégica para a agricultura familiar, Revista Percurso- NEMO Maringá, ISSN: 2177- 3300 (on-line v. 2, n. 2 , p. 73-95, 2010. Disponível em: <https://www.researchgate.net/publication/279422075_PRODUCAO_ORGANICA_UMA_POTENCIALIDADE_ESTRATEGICA_PARA_A_AGRICULTURA_FAMILIAR> Acesso em: 13 mar. 2017. CERVO, A. L. et.al., Metodologia cientifica, 6ª ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2007. Disponível em: https://www.google.de/search?q=KAWAKAMI%2CJ.+S%C3%89RIE+DE+cadernos+t%C3%A9cnicos+Da+agenda+parlamentar+%E2%80%94+produtos+org%C3%A2nicos%2C+DF+2011CERVO%2C+amado+luiz%2C+et.al.%2C+Metodologia+cientifica%2C+6%C2%AA+ed.+S%C3%A3o+Paulo%3A+Pearson+Prentice+Hall%2C+2007&trackid=sp-006> Acesso em: 13 mar. 2017. CHALITA, M. A. N, agricultura familiar na citricultura paulista: a reconstituição da trajetória de um conceito Instituto de Economia Agrícola/APTA/Secretaria da Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo XLIII, Congresso da Sociedade Brasileira de 58 Economia e Sociologia Rural, Ribeirão Preto, SP, jul. de 2005. Disponível em: <http://www.iea.sp.gov.br/download/381-chalita.pdf> Acesso em 04 jul. 2017. CHIAVENATO, Idalberto. Gestão de Pessoas; O novo papel dos recursos humanos nas organizações. 9ª Tiragem. Rio de Janeiro: Campus, 1999. CORREA, M. S et al Agua boa: a natureza em Itaipu, depois de sete quedas, ISBN 978-85-61885-00-7, Porto Alegre, 2008 p.168. COSTA A.S. C. et al, Qualidade do atendimento ao cliente: um grande diferencial competitivo para as organizações Revista de Iniciação Científica – RIC Cairu. Jun. 2015, Vol 02, n° 02, p. 155-172 , ISSN 2258-1166. Disponível em:<http://www.cairu.br/riccairu/pdf/artigos/2/10_QUALIDADE_ATEND_CLIENTE.pdf> Acesso em: 28 set. 2017. DRUCKER, P. Sociedade Pós-capitalista. 6. ed. São Paulo: Pioneira, 1997. EMBRAPA, Agricultura sustentável, hortaliças em revista, hortaliças Ano I - Número 3. Maio/Junho de 2012. Disponível em: <https://www.embrapa.br/documents/1355126/2250572/revista_ed3.pdf/95b646d8-6a24-47b1-8ee5-7b7d52a60114> Acesso em 04 jul. 2017. GLIESSMAN, S. R. Agroecologia: processos ecológicos em agricultura sustentável. – 2. Ed.- Porto Alegre : Ed. Universidade/UFRGS, 2001. 639p. GRAZIANO, G. O et al XLIV CONGRESSO DA SOBER. Questões Agrárias, Educação no Campo e Desenvolvimento. Sociedade Brasileira de Economia e Sociologia Rural, Fortaleza, 23 a 27 de Julho de 2006. Disponível em:<http://www.sober.org.br/palestra/5/871.pdf>. Acesso em 31 mai. 2016. GIL, A. C. Método e técnicas de pesquisa social. 5. ed. São Paulo: Atlas, 1999. GOERGEN – OFM, Frei Sérgio A. Os novos desafios da agricultura camponesa. 2. ed. Porto Alegre: Via Campesino, 2004. Instituto Nacional de Tecnologia. Guia Certificação Orgânica / Instituto Nacional de Tecnologia. Divisão de Certificação - Rio de Janeiro: INT, 2017. Disponível em: <http://www.int.gov.br/docman/artigos-publicados/1188-guia-certificacao-organica-int/file> Acesso em 07.08.2017. KAWAKAMI, J. Série de cadernos técnicos da agenda parlamentar — produtos orgânicos, DF 2011. 59 KÖCHE, José Carlos, Fundamentos de metodologia cientifica: teoria da ciência e iniciação à pesquisa, 34ª ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2015. LIMA, P. C. de, et al, Tecnologias para produção orgânica, Viçosa, MG: Unidade Regional EPAMING Zona da Mata, 2011 MELIM, J.M. Como participar de uma feira ou exposição. Fundação Empreender, 2010. Disponível em: <http://www.nucleus-international.net/Nuc_Portugues/P10_Download/P04_Special_Activities/P0401_Trade_Fair/P81_Feiras_Melim.pdf> Acesso em: 22 nov. 2017 MEIRELLES, L. A Certificação de Produtos Orgânicos1 - caminhos e descaminhos, centro ecológico ipê da serra, assessoria e formação em agricultura ecológica, Ipê 2003. Disponível em: <www.google.com.br/?gws_rd=cr&ei=avRNV63cIYSYwgThwIqYCg#q=A+Certifica%C3%A7%C3%A3o+de+Produtos+Org%C3%A2nicos1+ caminhos+e+descaminhos> Acesso em: 31 mai. 2016. PIMENTA, M. L. Comportamento do Consumidor de Alimentos Orgânicos na Cidade de Uberlândia: Um estudo com base na cadeia de meios e fins. Universidade de Uberlândia, 2008. Disponível em: https://repositorio.ufu.br/bitstream/123456789/12050/1/Marcio.pdf. Acesso em: 24 nov. 2017. PINHEIRO, K. H. Produtos orgânicos e certificação: o estudo desse processo em uma associação de produtores do município de Palmeira - PR. -- Ponta Grossa: [s.n.],Dissertação de Mestrado, Universidade Tecnológica do Paraná, 2012. RIBAS, C.C. et al. Manual de metodologia OPET. Curitiba, 2008. ROCHA, E. J. L PINO. Agroflorestassucessionais no assentamento fruta D’Anta: potenciais e limitações para a transição agroecológica. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Sustentável). Universidade de Brasília – UnB. Brasília, 2004. SEBRAE, Manual de feiras e exposições, série mercados, 2010. Disponível em: http://www.bibliotecas.sebrae.com.br/chronus/ARQUIVOS_CHRONUS/bds/bds. nsf / 970D6384E11F2EA203257163006A88EB/$File/NT00032076.pdf. Acesso em: 22 nov. 2017. SILVEIRA, P. A lógica da Venda, Edição II Ano da edição: 2008 Joinville – SC. Disponível em:<https://sucessonasmpresas.files.wordpress.com/2012/09/a-lc3b3gica-da-venda-modificado.pdf>. Acesso em: 24 nov. 2017. SOARES, J. E. C: O BSC como ferramenta de avaliação da gestão da cooperativa agrícola – Ascope: um estudo de caso /, Dissertação de Mestrado, UFAM, Manaus - AM, 2015. 60 SOUZA, J. L. de. Manual de horticultura orgânica. -2.ed. Viçosa, MG : Aprenda Fácil, 2006. 843p. SOUZA FILHO. H. M. BATALHA, M.O. Gestão integrada da agricultura familiar. São Carlos: EduUFFCar, 2009. 359 p. SOUZA, M.C.M. Ações para o Desenvolvimento da Agricultura Orgânica em São Paulo. Rio de Janeiro: Sociedade Nacional de Agricultura; Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas. Centro de Inteligência em Orgânicos, 2013. VERSIANI, R. O. Percepção dos consumidores e tomada de decisão na compra de alimentos orgânicos: o caso do mercado orgânico e da feira da agricultura familiar / CEASA – Brasília/DF. – Brasília-DF. 2016. Disponível em:<https://www.google.de/search?q=pdf+-+agricultura+familiar&trackid=sp-006.> Acesso em: 10 abr. 2017. YIN, R. K. Estudo de caso: planejamento e métodos. 4. Ed. Porto Alegre: Bookman. 2010. WANDELLI, E. A experiência da Rede Maniva de Agroecologia do Amazonas (Rema) em transformar os laboriosos procedimentos estabelecidos pela legislação brasileira de orgânicos em mobilização social promotora da agroecológica Cadernos de Agroecologia – ISSN 2236-7934 – Vol. 10, Nº 3 de 2015. Disponível em: <https://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/bitstream/doc/1047023/1/19107790611PB.pdf>. Acesso em 20 mai. 2017. WANDERLEY, M. N. B. Raízes históricas do campesinato brasileiro. In: TEDESCO, João Carlos (org.). Agricultura familiar, realidade e perspectivas. 2. ed. Passo Fundo: UPF, 1999, p.21-55. ZEMOLIN, C. Análise das características do consumidor de produtos orgânicos nos municípios de doutor Maurício Cardoso, Horizontina e santa rosa. Trabalho Final de Curso apresentado como requisito parcial para obtenção do grau de Bacharel em Ciências Econômicas da Faculdade Horizontina – FAHOR, 2012.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://repositorio.ifam.edu.br/jspui/handle/4321/268
Issue Date: 29-Nov-2017
Appears in Collections:GRAD CMZL – Trabalhos de Conclusão de Curso

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC RAIANY VERSÃO FINAL IMPRIMIR 22.12.2017.pdf1,16 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.